DIVERSIDADE CULTURAL: processos migratórios e a educação municipal de Boa Vista-RR

Autores

DOI:

https://doi.org/10.24065/2237-9460.2015v1n1ID1550

Palavras-chave:

Diversidade Cultural, Imigração, Escola

Resumo

Vivemos em um processo de deslocamento populacional que vem impulsionando a revisão de valores sociais, culturais, políticos e educacionais. Percebemos que esse deslocamento pode ocorrer a partir de crises econômicas e políticas até desastres naturais, o que acabam impulsionando a diversidade cultural e a necessidade de medidas educacionais distintas para o trato com esses sujeitos. Diante deste contexto, objetivamos analisar a diversidade cultural decorrente da imigração nas escolas municipais de Boa Vista/RR, a partir de dados da Secretaria Municipal de Educação, no ano de 2020. Verificamos que o número de alunos matriculados nas suas escolas, provenientes de vários países, trazem consigo características culturais particulares e, consequentemente, a necessidade de outras formas de atuação docente. O estado de Roraima tem características muito fortes de imigração, desde seu projeto de colonização nos anos de 1980, até a intensificação da imigração venezuelana, a partir de 2015. A maior parte destes imigrantes, que adentram pelo estado de Roraima, acabam se concentrando na capital Boa Vista/RR. Com esta realidade houve um aumento expressivo do número de alunos venezuelanos nas escolas municipais, por a enxergarem como uma oportunidade de integração com a nova sociedade. A análise dos dados nos mostra a necessidade de desenvolver práticas educacionais que atendam a diversidade cultural no ambiente escolar. Situação essa, que perpassa pela formação e atuação do profissional docente, mas também pela qualificação da equipe gestora das escolas e da Secretaria Municipal.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Leila Adriana Baptaglin, Universidade Federal de Roraima

Professora Doutora em Educação (UFSM); Professora do Curso de Licenciatura em Artes Visuas (UFRR); Professora do Programa de Pós-Graduação em Educação na Amazônia (PGEDA). ORCID https://orcid.org/0000-0002-8137-0913. E-mail:

Patrícia de Sousa Silva Monteiro, Universidade Federal de Roraima

Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Educação (UFRR); Bolsista CAPEs; Graduada em Pedagogia (UVA-CE).

Referências

BANKS, J. Multiethinic education: Theory and practice. 3ª ed. Boston: Allyn and Bacon, 1994.

BARRETO, M. S. Um Estudo sobre a Inclusão Educacional de Imigrantes Bolivianos na Rede Pública de Ensino na Cidade de São Paulo à luz das Diferenças Idiomáticas. Trabalho de Graduação em Letras Português/Espanhol – Centro Universitário UNISEB, 2011.

BOA VISTA (cidade). Secretaria Municipal de Educação – SMEC. Observatório. Boa Vista. Disponível em: ˂https://observatorio.prefeitura.boavista.br˃. Acesso em: out. de 2020.

BOA VISTA (Cidade). Notícias. Educação. Educação – Teresa entrega 37ª escola nova em Boa Vista, desta vez no bairro Cidade Satélite. Boa Vista, 2020. Disponível em: ˂https://www.boavista.rr.gov.br/noticias/2020/03/educacao-teresa-entrega-37-escola-nova-em-boa-vista-desta-vez-no-bairro-cidade-satelite˃. Acesso em: set. de 2020.

BOA VISTA (Cidade). Notícias. Educação. Migração: Aumento de alunos venezuelanos nas escolas municipais chega a 1.064%. Boa Vista, 2017. Disponível em: ˂ https://www.boavista.rr.gov.br/noticias/2017/11/migracao-aumento-de-alunos-venezuelanos-nas-escolas-municipais-chega-a-1-064˃. Acesso em: set. de 2020.

BRASIL. Ministério da Educação. INEP, Educação Básica. Censo Escolar. Resultados e Resumos. Brasília: 2018; 2020. Disponível em: ˂ http://portal.inep.gov.br/resultados-e-resumos ˃. Acesso em: out. de 2020.

BÓGUS, L. M. M.; FABIANO, M. L. A. O Brasil como destino das migrações internacionais recentes: novas relações, possibilidades e desafios. Ponto e Vírgula-PUC SP, Nº. 18, Segundo Semestre de 2015, p. 126-145.

FREIRE, P. Educação como prática da liberdade. Rio de Janeiro, Paz e Terra, 2003.

G1, Roraima. Jornal Globo. Maratona a pé e casas sem móveis divididas por até 31 pessoas: a rotina dos venezuelanos em Roraima. Disponível em: <https://g1.globo.com/rr/roraima/noticia/maratona-a-pe-e-casas-sem moveis-dividi-das-por-ate-31-pessoas-a-rotina-dos-venezuelanos-em-roraima.ghtml> Acesso em: Jul. de 2018.

G1, Roraima. Jornal Globo. Fuga da fome: como a chegada de 40 mil venezuelanos transformou Boa Vista. Disponível em: <https://g1.globo.com/rr/roraima/noticia/fuga-da-fome-como-a-chegada-de-40-mil-venezuelanos-transformou-boa-vista.ghtml> Acesso em: Jul. de 2018.

G1, Roraima. Jornal Globo. Prefeita de Boa Vista anuncia que vai incluir ensino de espanhol nas escolas e contratar professores venezuelanos. Disponível em: <https://g1.globo.com/rr/roraima/noticia/prefeita-de-boa-vista-anuncia-que-vai-incluir-ensino-de-espanhol-nas-escolas-e-contratar-professores-venezuela-nos.ghtml>Acesso em: Jul. de 2018.

G1, Roraima. Jornal Globo. Número de crianças venezuelanas em escolas municipais de Boa Vista cresce mais de 1000% em dois anos. Disponível em: <https://g1.globo.com/rr/roraima/noticia/numero-de-criancas-venezuelanas-em-esco-las-municipais-de-boa-vista-cresce-mais-de-1000-em-dois-anos.ghtml> Acesso em: Jul. de 2018.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Censo Demográfico: Estimativas da população residente no Brasil e unidades da federação com data de referência em 1º de julho de 2020. Acesso em: Out. de 2020.

KAUFMAN, C.; MARTINS, M. C. Ditaduras militares argentina e brasileira: colaborações culturais em educação na década de 1970 do século XX. 2009.

LEITE, C. O Currículo e o Multiculturalismo no Sistema Educativo Português. S.l.: Fundação Calouste Gulbenkian – Fundação para a Ciência e a Tecnologia, 2002.

MACEDO, I. R. D. A implantação e a expansão das escolas públicas em Boa Vista na década de quarenta. Dissertação de Mestrado. Boa Vista: UFRJ/UFRR, 2004.

MARCONDES, M. E. R. S. Educação em Roraima: Institucionalização Escola de 1943 a 2001. Revista de História e Historiografia da Educação - ISSN 2526-2378 Curitiba, Brasil, v. 1, n. 2, p. 243-265, maio/agosto de 2017.

OLIVEIRA, S. M. Origem e organização do sistema de ensino e as políticas de formação docente no estado de Roraima. Dissertação de Mestrado em Educação-Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Nove de Julho, São Paulo/ SP, 2016.

PREFEITURA MUNICIPAL DE BOA VISTA-RR. Proposta Curricular Municipal para Educação Infantil. Boa Vista-RR. 2018.

PURCENO, S. S. Entre a vontade e o poder: vida pedagógica, silêncio e criação do sujeito (“Professorinhas” em Boa Vista –RR). Dissertação de Mestrado em História. Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 1999.

SANTORO, M. Precisamos conversar sobre como a crise na Venezuela traz impactos para o Brasil. Disponível em:< https://oglobo.globo.com/mundo/artigo precisamos conversar sobre como crise na venezuela traz impactos para brasil 22700652#ixzz5JMnCvhDD >. Acesso em: Jul. de 2018.

SCHMECKIES, A. et al. Educação intercultural: hipótese de formação para a difusão de uma cultura anti-racista. [S. l.]: Sodilivros, 2000.

SEABRA, R. Algumas considerações sobre a “crise” na Venezuela. Editoria Mundorama. Mundorama Revista de Divulgação Científica em Relações Internacionais. Disponível em: < https://www.mundorama.net/?p=23793 >. Acesso em: Jul. de 2018.

SEVERINO, A. J. Metodologia do Trabalho Científico. 23. Ed. São Paulo Cortez, 2007.

THOMPSON, E. P. Costumes em Comum. São Paulo: Companhia das Letras. 1998.

VASCONCELOS, H. Entenda a crise na Venezuela que provocou forte onda migratória ao Brasil. Disponível em:< https://www.opovo.com.br/noticias/mundo/2018/03/entenda-a-crise-na-venezuela-que-provocou-onda-migratoria-ao-brasil.html>. Acesso em: Jul. de 2018.

Downloads

Publicado

2021-04-26

Como Citar

BAPTAGLIN, L. A. .; DE SOUSA SILVA MONTEIRO, P. . DIVERSIDADE CULTURAL: processos migratórios e a educação municipal de Boa Vista-RR. Revista Exitus, [S. l.], v. 11, n. 1, p. e020142, 2021. DOI: 10.24065/2237-9460.2015v1n1ID1550. Disponível em: https://portaldeperiodicos.ufopa.edu.br/index.php/revistaexitus/article/view/1550. Acesso em: 23 jul. 2024.

Edição

Seção

Dossiê